quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Salvador está impedida de ter Bilhete Único


As principais diferenças entre os sistemas de integração (Bilhete Único e aqui o Salvador Card) no transporte público das 3 maiores capitais brasileiras:

São Paulo:

- O Bilhete Único Paulista pode ser adquirido por qualquer cidadão e permite fazer até 4 viagens no período de 3 horas, ao custo de apenas uma tarifa. Ele pode ser obtido nas lojas físicas, postos autorizados da SPTrans, pontos de venda (bancas de jornal, padarias, mercados e etc.) e em casas lotéricas.

- Pode ser usado em todos os ônibus, micro-ônibus, Metrô e CPTM e nos terminais e estações de transferência do Expresso Tiradentes.

- Não há divisão da cidade em regiões de integração.

Rio de Janeiro:

- Os passageiros poderão realizar duas viagens em um período de duas horas a um custo de apenas uma tarifa.

- O usuário só poderá usufruir da tarifa do Bilhete Único Carioca, após seu cadastramento no site do RioCard, vinculando o CPF ao número do cartão e também é possível conferir a lista dos diversos postos de cadastramento pelo site.

- Não há divisão da cidade em regiões de integração.

Salvador:

- Uma única vez ao dia e dentro de um período de apenas 1h (uma hora) o passageiro, portador do Salvador Card, pode fazer uma "integração" pagando 50% da tarifa no próximo ônibus.

- Além disso, para que a integração acima ocorra é condição obrigatória que o segundo ônibus seja de uma região diferente do primeiro. Para isso a cidade de Salvador foi dividida em 4 grandes regiões, mostradas a baixo:

São Paulo e Rio de Janeiro possuem sistemas eficientes de integração, já aqui em Salvador, foram criadas uma série de dificuldades de modo a não permitir que os detentores do oligopólio dos transporte público tenham perda significativa de receita e a propaganda da integração "meia boca" pudesse ser feita pela submissa Prefeitura Municipal.

10 comentários:

Pregopontocom disse...

Meia boca...quanta generosidade,meia boca banguela.Apesar dos expls. do Rio e S.Paulo e até Aracaju serem melhores do que aqui em SSA,no Brasil ainda estamos muito atrasados em relação aos países ditos de primeiro mundo Vejam os expls.Lyon na França (uma ref.em transp.publico) um tiket de uma hora custa E$1,60 valido para todo sistema,um tiket para duas horas E$2,30 la o preço diminui proporcionalmente a medida que o tempo de permanência aumenta o cartão mensal custa E$46,00 e é valido por 30 dias.Na Italia um tiket para 75 minutos custa E$1,00 (na Italia é mais barato)Detalhe la não existem catracas nos onibus Bondes e VLTs todos são equipados com maquinas de leitura e registro dos tikets e cartões eletronicos.Na França ai do engraçadinho(a) que tentar burlar o sistema e for pego pela fiscalização ganha um premio em forma de multa de E$130,00 na hora ou então hospedagem gratis,no xilindro e claro.

AmBuss disse...

Essa integração temporal que existe em Salvador é uma das maiores enganações da história da cidade.

Cleber disse...

Ela só serve mesmo para peças de publicidade!

Lucas Morais Santos disse...

Integração? Onde?

porotto disse...

DISCORDO um poco com a matéria, tanto em salvador como nas demais cidades citadas, o transporte publico eh uma merda tanto em serviço como taxas de pagamento e ate mesmo essa unificação(chamada de bilhete único)eh uma enganação e um assalto ao bosso da população.
eh como o Pregopontocom disse: esse sistema esta muito aquém dos países desenvolvidos.
em Portugal por exemplo o sistema pode ser pago por cada ônibus tomado, por dia, semanal ou mensal assim tbm eh em londrês.
Já em Londres o sistema eh um pouco mais parecido com o de salvador pelo menos ao que se refere a demarcação de área.
a cidade de Londres eh dividida em 6 zonas diferente (z1 - z2 - z3 - z4 - z5 e z6) a passagem de ônibus não eh integrada ao metro, já a passagem do metro tem total integração com os ônibus, ao comprar um bilhete diário, semanal, quinzenal ou mensal, o cidadão tem o direito de tomar ônibus sem limite de uso ate a zona quatro ,da cidade janas zonas 5 e 6 são cobrados preços diferentes ou seja o bilhete sai mais caro para todas as zonas, no caso do bilhete diário o usuário pode usar esse bilhete a partir da hora comprada ate as 5 da manha do dia seguinte. sendo assim não vejo problema na divisão de zonas em salvador, o único problema eh justamente a falta de um bilhete único que nos de direito de tomar mais quantidades de ônibus pagando apenas um único bilhete espero que um dia aqui seja como nos países mais desenvolvidos

Pregopontocom@tudo disse...

Encontro nacional de blogueros em Salvador será realizado em maio.Faça aqui a sua inscrição - http://www.baraodeitarare.org.br/noticias/abertas-as-inscricoes-para-o-iii-blogprog.html#.T3q3qfCJd_4

Anônimo disse...

Soluções de mobilidade sao vitais nos dias atuais. Grandes empresa se preocupam com isso. A empresa Siemens oferece soluções sustentáveis nessa área.
http://www.siemens.com.br/desenvolvimento-sustentado-em-megacidades/mobilidade.html

edivaldo disse...

Realmente o transporte público no Brasil é um lixo,a questão do bilhete único em parte é bom pq você paga um e usa dois,Os empresários de Salvador precisam de uma aula de gestor,e do que oferecer de comodidade para a população.Salvador tem que entrar no ritimo de desenvolvimento urbano com urgencia.

Débora Costa disse...

Eu nem sabia q ja existia isso aqui!! niguem nem vê! Absurdo...

Jefferson Santos disse...

Embora seja uma bela merda, agora são 2 horas kkkkkkkk